sexta-feira, fevereiro 26, 2010

4º dia - 29 de janeiro de 2010

Casarão em Vedado. Arquitetura de luxo revisitada pelo socialismo.

Hoje sem dúvida acabou sendo um dos dias mais interessantes. Comecei com uma caminhada descompromissada em Vedado. Os prédios, lindos, sugeriam uma atmosfera americana anos 50. Há ruas em que nitidamente há como uma impressão de volta no tempo, com os casarões e os carros estacionados lembrando os dias antes da revolução.



Esta rua em Vedado é um exemplo dessa "volta ao passado" que a visão do bairro traz

Enquanto tirava fotos em Vedado, vi um trio composto por uma senhorinha e dois senhores. Ao me aproximar deles, a senhorinha, de cabelo pintado e toda maquiada me chamou a atenção.

Ela disse:

 "Você não devia ficar tirando fotos de casas velhas. Tire fotos das escolas. Aqui em Cuba não há analfabestismo. As crianças não andam descalças pela rua".

Eu disse:

"Também estou tirando fotos das coisas bonitas. O que vejo nas casas é um contraste na ocupação, só isso".

Ela disse:

"Não tire fotos das casas velhas"

Eu disse:

"Posso tirar uma foto sua então?

Ela disse

"Não".

Apesar da negativa, consegui tirar uma foto do grupo à distância.



Trio  de cubanos em Vedado. A senhora com quem conversei é a do meio.

E como havia prometido para a senhora, também iria tirar foto das coisas bonitas. Uma bela escola que funciona num desses casarões do bairro, por exemplo.



Escola para crianças em Vedado

Depois do "sermão" dos velhinhos, fui caminhando pelo bairro até cair numa área muita ampla, cheia de avenidas. Aqui gostei de ver a forma como os terrenos são ocupados na cidade. Todo pedaço de terra pose ser utilizado de alguma maneira. Foi o que eu percebi quando via terrenos baldios. Belas hortas eram cultivadas pelos trabalhadores.



Cultivo de verduras e legumes em terrenos de Vedado


Passei então pela imensa Praça da Revolução em que as faces estilizadas de Che e Camilo Cienfuegos como que sobrevoam no ar quando ilumidas à noite. Em frente à praça da revolução, fica o belo monumento e o memorial a José Martí.



Praça da Revolução, com os prédios do governo ao fundo e a imagem de Che


Memorial José Martí

Em Vedado fica também a necrópole da cidade, outro ponto que mostra a fartura material em que já esteja a cidade um dia. Muitos monumentos em mármore. Lá fica o túmulo daquela que hoje é chamada de Milagrosa. Trata-se de uma mulher que morreu no parto era visitada quase todos os dias pelo marido desconsolado. Este, quando ia embora, batia nos anéis de bronze do túmulo e caminhava ao contrário para não dar as costas para o túmulo. O lugar virou uma espécie de espaço para um ritual em que mães, maridos e mulheres grávidas pedem pela saúde deles e de seus filhos.



A Milagrosa

Marcadores: , , ,

1 Comments:

At 8:38 PM, OpenID aviagemoficial said...

Tarcisio
Muito legal a sua iniciativa de escrever e mostrar fotos de Cuba. O texto simples e direto dos posts são memoráveis. As fotos também estão muito boas. Me bateu saudades dos 10 dias que passei em Cuba. Fui a Havana e viajei de carro por quase toda a ilha em Julho/2005. Estou planejando a volta para Julho/2010. Mantenho um blog onde mostro os lugares que estive, se quiser visitar vá até http://aviagemoficial.wordpress.com

Abraço

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home