sábado, janeiro 27, 2007

Ponderado sistema





Ilha do Promirim - Ubatuba - SP
.
O ano dos meus trinta anos finamente (???) começou. Começou com muito trabalho, muitos projetos e coisas novas que estão a caminho.
A suposta crise que toma conta de quem passa por essa idade encontra fundamento em algumas coisas que tenho pensado, apesar de não necessariamente se constituirem em uma crise para mim, apenas constatações.
A idade em si marca algumas coisas que estão ficando para trás. A velha frase "isso não é mais para mim" é cada vez mais comum entre meus amigos e até partindo da minha própria boca. Algumas coisas, porém, espero sapear ainda às vezes, apesar da leve conpiração silenciosa do discurso do sucesso e da felicidade para quem tem a minha idade. Na linha da oposição ao discurso dos anúncios de imóveis e dos carros novos, ficam os meus prediletos:
  • Viagens de mochila
  • Bom e velho som alto até altas horas, porque o corpo merece ser celebrado e vivido
  • Videoclipes da MTV (recentemente declarados em extinção pela própria emissora)
  • Botecos e cerveja barata
  • Carnaval, o bom e velho, na rua, na felicidade e na cara das pessoas
  • Andar a pé, em qualquer lugar que for possível trocar o carro por esse meio
  • O contato com a água e o sol para além dos finais de semana prolongados

Tudo isso porque hoje li uma matéria sobre a apresentadora Astrid que está indo fazer um programa no canal GNT. Ela foi VJ da MTV por quase uma década, coincidindo com a minha adolescência e a veneração por esse canal, que pedíamos para um amigo nosso gravar fitas de vídeo na casa dele, porque era o único de nós que tinha TV a cabo e acesso ao canal na nossa cidade.

Na matéria, ela criticava a opção do canal em acabar com os vídeoclipes e disse que a missão dela lá foi "cumprida e comprida"... O jornalista frisou em parênteses - o público que a assistia na época - hoje não tão jovem assim- e falou do programa novo dela. Basicamente uma Luciana Gimenes do GNT.

Ela, como tantos outras referências de nossa época, cairam no sistema descaradamente. Eu não resisto, faz parte da construção se adequar a ele, mas também não cego para o passado e os valores que me fizeram chegar até aqui.

1 Comments:

At 4:40 PM, Blogger Hermeti said...

tarcísio, o importante é continuar sonhando e lutando contra fatos e evidências, sem deixar que a chama da nossa infância jamais se apague.

confesso que também sinto falta dos videoclipes da mtv. mas mais do que os clipes, sinto falta do tempo em que a música era tudo pra mim. e tudo mais eram apenas detalhes.

grande abraço e muito obrigado pelo comment no meu blog.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home